O Ano Chegou ao Fim… Socorro!!

Faz tanto tempo que não escrevo que nem sei em que ponto da minha vidinha mais ou menos eu parei.

Então vou começar por este, exato, momento… Ano Novo e eu completamente desesperada e perdida!! Sem promessas, metas ou planos… Literalmente sem Norte!

Acabei o Ensino Médico com méritos e prestígio a melhor aluna da escola, mas… A “melhor aluna” não é tão boa assim… Agora quando alguém me perguntar o que estou fazendo ou quando precisar preencher, um simples, formulário no campo “Profissão” vou ter que dizer NADA…

Comecei perdendo os prazos das inscrições dos vestibulares, depois perdi dinheiro na incrição da Fuvest para Medicina, a única que me increvi, só porque tinha certeza que não passaria. E terminei com um empenho péssimo,que não condiz com meu currículo escolar, no ENEM.

E tudo isso por que? NÃO TENHO A MENOR IDÉIA DO QUE FAZER!!!

Não sei nem se quero humanas, exatas ou seja lá o que for. Ah, meu teste vocacional não me ajudou… Indicações vagas, recheadas com tantas opções que voltei ao ponto zero.

O pior é que eu não sei nem se quero fazer faculdade!!

Algumas amigas me disseram pra tirar esse ano de folga e aproveitar para viajar e conhecer o mundo, mas minha melhor amiga acha um absurdo eu perder esse tempo precioso. Afinal, com o histórico escolar que tenho entraria facilmente na Universidade e no Curso que escolhesse, só que não…

Apesar de tudo, um pouco antes da prova da Fuvest tive uma conversa com minha mãe. Uma conversa espantosa tanto quanto exclarecedora que vou contar em outro momento. Nossa relação é outra desde então, o que está sendo ótimo!!

E é assim que vou começar 2014 sem saber pra que lado vou e com a certeza de que não estou só.

Espero que isso seja um bom começo 😉

Beijinhos
Nina

Ps: esse ano eu me livro da minha virgindade!! Isso é meta kkkkkkk

Play List – Gosto Musical de 40 Anos

20131022-062441.jpg

Eu já sei que não sou normal, mas agora estou começando a perceber acreditar que na verdade sou uma chata.

Enquanto todas as minhas amigas gostam de Lady Gaga e Katy Perry eu gosto de Chico Buarque e Rita Lee. Sou do rock e amo Marisa Monte.

Gosto do som da guitarra, espero ansiosa a entrada da bateria e me perco na voz da Marisa. Não uso preto nem bota coturno, nem pircing ou tatuagem por todo corpo e muito menos pertenço à uma sociedade alternativa que frequenta a Augusta. Sou apenas uma menina romântica.

Outro dia lendo um Playlist comecei a pensar nas músicas que eu gosto e quase tive um treco!! Parece que meu gosto musical tem 40 anos!!!

Minhas músicas preferidas são:

Infinito Particular – Marisa Monte

A soma perfeita da voz da Marisa Monte com os acordes, nada convencionais, me transportam para outra dimensão!

Unforgiven – Metallica

O início dessa música é simplesmente estonteante!!

Dançando – Agridoce

É a Pitty em um estilo mais romântico e uma batida menos rock in roll. Sou fã da voz e das letras dela!!

Exato Momento – Zé Ricardo

Adoro tema de novela!

Pura Bossa Nova – Sérgio Brito e Rita Lee

Ficou uma delícia essa combinação!!

Fazer o que? Gosto de perceber os instrumentos usados, sentir os acordes na alma e sonhar com a canção.

Bijinhos
Nina

Um Conto de Fadas para Chamar de Meu

20131008-082505.jpg

Se eu pudesse escolher um Contos de Fadas para mim escolheria, releitura da Rapunzel, os Enrolados da Disney.

Essa história é linda e fantástica!! A princesa consegue ser a heroína da própria vida e não fica a mercê do tempo ou de qualquer coisa que o valha a espera, mortífera, de um príncipe.

E o seu eleito, então? Não pertence a nenhuma família real e muito menos está a procura de donzelas indefesas para levá-la para seu castelo e ser felizes para sempre. Ele é um anti herói dos bons!

Acho que o que me encanta nessa história é como o amor pode ser tratado de uma forma simples e real. Sem amor a primeira vista, sem submissões exageradas e com os conflitos dignos do dia-a-dia.

As pessoas me falam, a todo momento, que príncipe não existem  e eu sei disso! Só que não é uma opção minha meus “relacionamentos”, se é que posso chamar assim, não passar do segundo encontro. Eu gostaria que fosse diferente…

Só quero encontrar o meu príncipe. Ele não precisa ser de família e nem ser bom, quero apenas que seja meu e que acenda as lanternas do meu coração.

Sabe aquele amor que te dá coragem de jogar tudo para o alto? É desses que eu quero viver!!

Quero amar e enlouquecer!!

Beijinhos
Nina

Brigas…

20130906-093850.jpg

Detesto brigar!!
Acho que é porque não sei usar a meu favor os acontecimentos… É eu não sou boa de argumentos e muito menos de negociação. Parto logo para as cabeças tudo ou nada, choro ou silêncio.

Ontem meus pais brigaram e eu corri pro meu quarto, como se eu ainda tivesse 3 anos. Coloquei meu fone de ouvido numa música bem alta e me enfiei debaixo das cobertas para me proteger. Tudo porque não ouvir a gritaria.

É um tal de “É VOCÊ… EU? EU NÃO!!! NÃO MESMO!! É VOCÊ!!” e todas as portas batendo. Tenho a sensação de que vou encontrar minha casa destruída quando a briga acabar. E agora será uma semana, ou mais, de cara amarrada um com o outro e conversas monossilábicas com o restante da casa.

Sei que isso faz parte de qualquer relacionamento, mas me dá um medo de ter que viver isso… Quando eu fico nervosa falo muito palavrão e grito, como grito, porém não sei ser fria e racional acabo perdida e muitas vezes me sentindo errada culpada por toda a briga, mesmo quando estou com a razão.

E depois da briga? É pior ainda!! Eu já fico toda angustiada se meu irmão fica sem falar comigo por meia hora, imagina com um namorado ou com um marido? Ai ai ai…Vou pirar!!!!

Meu fim está traçado vou ficar para titia mesmo. É mais seguro e não terei que me expor à ninguém.

Antes a solidão do que a discussão!! Será? Estou precisando voltar pra terapia!! Afe, como essas brigas ainda mexem comigo…

Beijinhos,
Nina

Diário de uma Virgem – Como Começou…

20130819-113140.jpg

Começou com minha mãe dizendo que mulher que preste não vai para cama com qualquer cara e como eu tenho o habito, péssimo por sinal, em acreditar no que as pessoas acham de mim acreditei piamente que eu sou uma mulher que “preste” e logo sou virgem.

Na bem da verdade não sou virgem por opção, mas sim por falta de opção. Nunca namorei. Aliais acredito muito pouco no meu poder de sedução. De novo meu péssimo hábito me condena, sou aquela que a família considera nerd, enfiada nos livros e que não gosta muito de multidão. Por isso me acho tudo menos bonita e muito menos sensual.

E assim começa minha história, ou saga ou sina, estou no Ensino Médio e todas as minhas amigas já experimentaram da coisa e eu nem tenho pretendente. O problema é que quando você tem 15 anos as pessoas acham legal você esperar alguém especial agora quando os 18 chegam elas já te olham espantadas com cara de “Não Acredito?” .

E olha que eu nem estou esperando um cara super especial só alguém que eu goste e por incrível que pareça eu não consigo gostar de ninguém!! Eu sei, sou esquisita…

Como a esperança é a ultima que morre, sigo esperando encontrar alguém que faça meu coração bater mais forte… Afinal toda panela tem a sua tampa! Só espero não ser uma frigideira kkkkkk e nem frigida! Será que essas palavras tem a mesma origem? Kkkkkk devaneios!!

Beijinhos
Nina